Vida Minimalista Vale à Pena? [5 Passos P/ Começar]

mesa e cadeira da vida minimalista
Vida minimalista não é se livrar de tudo e ficar apenas com uma parede opaca. Você pode ter uma vida com bens materiais (e muitos) e ainda ser um minimalista.

A vida minimalista é repleta de vários mitos.  

Primeiro, antes de começar este artigo para te explicar custos, sacrifícios e benefícios, vou começar falando dos mitos.

Preciso te explicar logo que uma pessoa minimalista não é alguém que se livra de todas as posses materiais.

Sim, você pode ter um carro, uma casa e mais de um par de sapatos.

Na verdade, existe algo que não te contaram sobre a vida minimalista.

A vida minimalista pode te deixar até mais rico! 

A vida minimalista é baseada em ter apenas o essencial, em não desperdiçar nem nas suas posses nem no seu próprio tempo.

Como assim? Imagine seus relacionamentos, seu emprego, o trajeto até seu trabalho e até os porta copos que existem na sua casa.

Tudo isso tem sua função, mas quero te trazer um exemplo que vai facilitar bastante tudo que vou te explicar sobre o minimalismo. 

Pense em aparelhos da Polishop que fazem suco com frutas. 

Geniais, correto? Falando sobre mitos da vida minimalista, posso dizer que talvez não sejam.

Entenda que o minimalismo é bem parecido com O Poder do Agora. Você estará no tempo presente em sua vida e irá aproveitar bastante cada momento dela.

Isso significa que todas as suas aquisições (desde uma caixa de fósforos até a sua casa) precisam levar em conta sua experiência na Terra. 

“Que coisa chata! Não quero precisar pensar nisso tudo!” 

Bem, deixa te explicar algo então. Se você não gostar, então pode sair do artigo que uma vida minimalista não funcionará para você, tá bem?

Vamos pensar nos pratos da sua casa. É algo bem simples mesmo. Imagine que você compra um jogo completo de pratos.

Existem, digamos, 9 tipos de pratos diferentes para ocasiões diferentes.  

A maioria das casas possuem apenas três tipos de pratos.

Um dos tipos de prato é o pequenino de sobremesa, depois temos o prato fundo e o prato raso.

Dependendo da quantidade de espaço e armários na sua casa, você colocará um em cima do outro (na ordem que falei).

Então vem algo que as pessoas da vida minimalista não gostam: cada vez que você for pegar um prato raso, acaba precisando tirar os pratos fundos de cima.

Todas as refeições exigirão, vamos chutar, 12 segundos a mais para tirar e devolver os pratos. 

12 segundos, três vezes ao dia, durante um ano, são 2h40min. 

Uau, 2 horas e 40 minutos não é nada comparado a um ano, correto?

Porém, apenas te falei dos pratos (tem muito disso no seu dia).

Ahhh, antes de continuar preciso te lembrar que, se você realmente gosta dos pratos e faz questão de “pagar” essas 2h40min da sua vida, então faça.

Vida minimalista significa tomar consciência e usar apenas o que é essencial, otimizando sua vida para o que te dá prazer. E aí, quer continuar? 

Se quer encontrar suas horas perdidas e ter maior felicidade, vamos lá!

Sacrifícios da vida minimalista

ilha paradisíaca combina com minimalismo
O que acha? Será que você precisará sacrificar uma viagem à esta ilha paradisíaca para ser um minimalista?

Cada pessoa precisa de um tipo de sacrifício diferente.

Porém, essa palavra que estou usando para a vida minimalista é errada. Quando você aprende a viver uma vida minimalista, você não considerará isso um sacrifício.

Quando você entender, poderá usar o tempo do exagerado” para o “essencial.

E o essencial é algo tão simples quanto passar 30 minutos a mais com seus filhos, esposa ou mesmo assistindo Netflix todos os dias por ter se livrado de algo exagerado.

Sacrificar o exagero da sua vida é matar um pouco seu ego.

Sacrificar sua vida atual significa olhar profundamente para as pequenas coisas do seu dia.

É interessante que, por mais estranho que isso pareça, quando você começa a ter uma vida minimalista, você sentirá que sua mente “reduz a velocidade”.

Ao mesmo tempo, o seu dia rende bem mais. Seu trabalho, produtividade e relacionamentos fluem de uma forma bastante prazerosa.

Tudo isso porque você resolveu fazer um sacrifício. Uma troca.

Uma troca simples que exige apenas que você esteja presente e não desperdice seu tempo. Que você invista mais tempo no que é importante e menos em tarefas que desperdiçam seu tempo.

Outro exemplo que posso te dar é uma mesa de jantar de vidro (e sem toalha de mesa em cima). Sabe o que isso significa? Significa que, agora, você precisará usar protetores nos pratos.

Significa que você tem uma necessidade que tem outra necessidade.

Uma mesa de vidro descoberta significa que você criou a necessidade de ter protetores da mesa de vidro para colocar os pratos em cima.

O que significa que você precisará lavar, guardar e comprar novos protetores quando ficarem desgastados.

Okay, mas admito que a mesa fica muito bonita da forma que é. A questão aqui é: você está disposto a pagar o preço pela mesa de vidro?

A simples pergunta faz você ter uma vida minimalista.

Mas, para ir a fundo e descobrir como encontrar na sua vida as várias situações que a vida minimalista poderia te ajudar, preparei um passo a passo para analisar sua rotina.

Esse passo a passo é uma análise rápida para usar amanhã mesmo durante o seu dia.

Depois disso, você poderá repetir ou, simplesmente, lembrar e, de repente, acabará se tornando uma pessoa com vida minimalista e maior felicidade.

Quer começar? Vou te dar o passo a passo.

[captura]

5 Passos Para Começar na Vida Minimalista

encontro de amigos minimalista
No fim das contas, o que importa são as pequenas coisas. Por isso o foco do minimalismo está longe das coisas materiais.

Okay, esse passo a passo não vai tornar você um minimalista em 24h, mas tenho certeza que vai te ajudar a entender a sua vida como ela é.

Também aumentará o seu nível de consciência sobre a forma como você vem vivendo.

Ao final das ações práticas abaixo, você terá a possibilidade de implementar a vida minimalista na sua rotina e decidir se vale à pena para você ou não.

#1. Use um TimeLog

Timelogs são representações de nossas atividades diárias num caderninho.

Na verdade, hoje existem aplicativos (como o SaveMyTime) que fazem isso para você de forma super simples. Use sua criatividade para poder definir a sua vida em categorias diferentes.

Com o timelog, você aprenderá muito sobre como você usa o seu tempo durante o dia a dia.

Use o timelog por uma semana para melhores resultados.

Depois disso, pare e analise o quanto e como você realmente utiliza cada minuto dos seus dias.

Quando você fizer isso, se surpreenderá com a verdade. É complicado encarar a verdade da nossa vida com timelogs porque eles mostram muitos pontos cegos nossos.

Volto a falar sobre isso no Passo 3.

#2. Para Uma Vida Minimalista, Faça um Inventário!

Sabe lista de casamento? Quase isso, mas ao contrário.

Sua casa tem muitos itens físicos (panelas, ferramentas, móveis, acessórios, plantas, etc.).

O objetivo aqui não é catalogar cada caneta de cada cor que existe na casa, mas que você faça uma lista do que você não sabe ao certo se serve ou se funciona para seu objetivo. Sabe, muitos objetos do dia a dia acabam sendo usados por hábito e não por funcionalidade.

Muitas vezes pegamos costumes dos nossos pais ou cônjuges.

Nessa lista você colocará o que acha que pode ir embora (num bazar, por exemplo).

Claro, você não precisa se livrar de coisa alguma da sua casa, pode até continuar com tudo que já tem e otimizar apenas o seu tempo.

Para saber, exatamente, o que vai ficar na sua vida minimalista, você precisa ter o Passo 3 bastante compreendido.

#3. Decida o Que é Mais Importante

Já fez uma roda da vida alguma vez?

Análises como essa mostram a você a realidade da sua vida. Te ajudam a ver seus objetivos e o quão perto você está de cada um deles.

Além dela, você também precisa de bastante autoconhecimento para entender o que representa você e o que foi colocado na sua cabeça pela matrix. Esse é um processo individual, subjetivo e bastante demorado, mas garanto que valerá à pena.

É tempo, dinheiro, amor, educação ou empreender que você quer?

O que você quer, exatamente, na sua vida neste momento?

Se, por exemplo, você tem o objetivo de conseguir um emprego na sua área enquanto ainda está na faculdade, você precisa pensar a sua rotina de forma que tudo se alinhe para isso.

Então, com as prioridades em mãos, você poderá decidir o que fazer com seu tempo (Passo 1) e seus bens materiais (Passo 2).

#4. Minimalismo é Livrar-se do Desnecessário

Okay, já sabemos do tempo, dos bens materiais e da importância de cada área da nossa vida.

Agora precisamos dar atenção ao que é mais importante e tirar atenção do que prejudica nosso foco principal.

Se você quer ficar milionário para ter mais segurança na sua vida, então sua prioridade de economizar dinheiro precisa ser maior que gastar dinheiro (por mais simples que isso pareça).

Se a mesa de vidro gasta mais tempo do que deveria, livre-se dela.

Se seu relacionamento não é saudável e prejudica mais do que beneficia, então sei que é difícil, mas uma vida minimalista significa reduzir atritos e ter mais felicidade.

Não significa se livrar da sua parceira ou parceiro, mas sim ter uma relação com significado. De que adianta gastar sua vida, a única que você tem, com relações vazias?

#5. Compre um Economizador

Existem alguns utensílios que ajudam bastante.
Podemos pensar num smartphone como um item minimalista (esquecendo a parte do desperdício de tempo em redes sociais).

Sabe o canivete suíço? Faca, abridor de vinho, abridor de cerveja, canivete e chaveiro.

Com certeza isso economiza bastante tempo e junta várias funções em uma.

Mas se você compra um canivete suíço com 30 funções e só usa 4, será que ele é útil?

Todos os exemplos que dei aqui foram contra-intuitivos para você entender melhor.

Assinar a Netflix pode ser algo da vida minimalista já que economiza tempo para atingir o objetivo de assistir seus filmes e séries.

Procurar o filme pirata dá muito trabalho, essa é a verdade.E a Netflix parece com a vida minimalista nesse sentido.

É mais barato (em tempo, esforço e segurança), assinar a Netflix do que procurar os filmes e séries que você quer assistir de maneira ilegal.

Simples, né? Basta guardar esse último exemplo e ficará bem mais fácil entender como ter uma vida minimalista.

E esses foram os 5 passos para uma vida minimalista.

Se você quer aprender um pouco mais sobre como ter uma vida prazerosa e cheia de autoconhecimento, entra na minha lista e te ajudarei com conteúdos exclusivos e voltados para sua evolução pessoal.

Enviarei com tempo suficiente para você refletir e absorver tudo que é importante para você.

Por fim, quero deixar você com o minimalismo cantado no Brasil:

https://www.youtube.com/watch?v=YOJiYy1jgRE

Tags: | |

Sobre o Autor

Caio Vinicius
Caio Vinicius

Analista de TI. Apaixonado por Desenvolvimento Pessoal, livros, psicologia e comportamento humano. Viciado em aprender. Acredito que conhecimento seguido de ações é o único caminho para transformar a sua vida.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *