fbpx

Sentimento de vazio é um assunto pouco comentado, pelas pessoas. Talvez pela dificuldade em reconhecer determinados comportamentos e emoções, como sintomas do vazio.

Ou, pela proteção contra a incompreensão do mundo, cada vez mais comum, como resposta do próprio distanciamento humano e aproximação do mundo virtual.

Constantemente, nos deparamos com um número crescente de pessoas que apresentam suas vidas nas redes sociais, completamente diferente da realidade.

Provavelmente, muitas insatisfações e dores podem ser camufladas em um sorriso, fotos de viagens ou reunião com amigos.

No entanto, ao se deparar com a casa vazia e a tentativa de descansar a cabeça no travesseiro, é onde personagens são desmascarados, desabando as verdadeiras emoções.

Se você se sente solitário, mesmo interagindo com centenas de amigos na sua rede social ou aplicativo de mensagens, entenda como preencher esse vazio interno.

Descubra neste artigo, quais as consequências, a origem e solução do sentimento de vazio.

Sentimento de Vazio e a Necessidade do Preenchimento

sentimento de vazio

Lidar com nossas insatisfações da vida, pode ser um desafio difícil de ser vencido. A longo prazo, se transforma em vazios camuflados por trás de um sorriso, inúmeras fotos nas redes sociais e interação virtual, como fuga da realidade e preenchimento do sentimento de vazio, que predomina. Leia o artigo completo.

Sentimento de Vazio: Quem Nunca Sentiu o Eco da Solidão, Assombrando Seus Dias?

Ao mesmo tempo, que a ideia de que o mundo virtual, provoca frieza nas relações humanas e inabilidade social, nos deparamos com comportamentos similares, no contexto presencial.

Afinal, existem muitos relatos, a respeito de pessoas que chegam em casa e se sentem infelizes, mesmo no convívio fora do ambiente online.

No momento em que percebi, que um sentimento estranho se instalava em mim, ao chegar de uma festa, do trabalho, reuniões familiares, happy hour com os colegas etc. comecei a me questionar.

Aliás, eu não sabia que aquele aperto no peito ou mal-estar que surgia, sempre que estava sozinho em casa, indicava sentimento de vazio. Mas, levei tempo para reconhecer e nomear essa expressão, porque negava a ideia de ser uma pessoa carente e fragilizada.

Por fim, acabei solucionando o problema do eco da solidão, por meio da internet, em redes sociais, sites de relacionamento e aplicativos de mensagens.

Entretanto, em dado momento, essas muletas virtuais não sustentaram mais as minhas insatisfações com a vida, das quais não sabia como lidar. Pois tudo que planejei ao longo da vida, nunca foi para frente.

Se você se identificou com esse relato, ou sempre está sorrindo para as pessoas, quando na verdade sente angústia pelo tamanho sofrimento, saiba que existem soluções.

A partir de informações pontuais e esclarecedoras, você descobrirá como lidar com esse sentimento, sem precisar se esconder, por trás de uma máscara.

Confira, o que será abordado neste artigo:

  • Identificando o sentimento de vazio.
  • Entendendo a origem do sentimento de vazio.
  • O vício da tecnologia e a codependência.
  • Finalmente a solução: eliminando o sentimento de vazio.

Identificando o Sentimento de Vazio

Nem sempre, fica claramente estampado para nós. Descubra quais são os 2 comportamentos mais comuns. Leia mais!

O sentimento de vazio nem sempre, fica claramente estampado para nós. Descubra quais são os 2 comportamentos mais comuns. Leia mais!

O sentimento de vazio, pode ser muito confundido com momentos de lazer.

Visto que, sair com amigos, ver filmes, buscar relacionamentos temporários, viajar ou praticar algum esporte, aparentemente não está associado à necessidade de preenchimento.

No entanto, apenas você pode responder à essa questão com sinceridade.

Portanto, a solidão pode ser uma grande oportunidade, de encararmos nossas próprias verdades. Afinal, não haverá julgamento externo, nem incompreensão.

No entanto, talvez seja muito mais doloroso, lidar com as verdades percebidas por nós mesmos, do que pelo mundo externo.

Por essa razão, é muito comum a busca pelo prazer imediato. Ao invés de lidar diretamente com sentimentos desconfortáveis, que vem à tona.

Dessa forma, a origem do vazio, pode estar camuflada em duas necessidades puramente inconscientes:

Admiração

Frequentemente, as pessoas buscam pelo olhar do outro, independente do grau de intimidade que estabelecemos com as pessoas ou grupo.

Por exemplo: tinha costume de me vangloriar na empresa, quando encontrava uma solução. Da mesma forma, nas festas de família, contando piadas ou histórias próprias que despertam admiração e atenção das pessoas.

Em suma, não percebia que era uma maneira de preencher o vazio interno, pois sofria de excesso de ansiedade. Então, mesmo obtendo resultados, tinha medo de falhar.

Ou, quando não alcançava os objetivos, começava a duvidar de minha capacidade. Em síntese, nada transmitia a sensação de segurança e buscava suprir aquele vazio, por meio de prazer imediato, nas redes sociais.

Pois, é por meio deste canal, que muitas vezes, encontramos preenchimento. Já que, por meio delas, podemos apresentar somente o que queremos e conquistamos rapidamente, o olhar das pessoas.

Desabafo

Provavelmente, você já deve ter notado que muitas pessoas gostam de ser ouvidas e ter atenção voltada para elas.

Entretanto, discernir entre uma ação saudável e uma atitude que sinaliza necessidade de preenchimento, requer coragem.

Por exemplo: costumava desabafar para minha namorada e repetia essa ação, com os amigos e colegas de trabalho. Mas, nunca percebi que era um péssimo ouvinte para as pessoas e assim sendo, o assunto central era sempre voltado aos meus problemas.

Agora que você já sabe um pouco sobre a origem, podemos nos aprofundar mais, a seguir. Pois ao compreender de forma lógica, encontramos muito mais sentido, em seguir soluções apresentadas, ao longo deste artigo.

Entendendo a Origem do Sentimento de Vazio

Pode começar na infância, pela ausência de afeto e desencadear durante toda a fase adulta. Saiba mais!

O sentimento de vazio pode começar na infância, pela ausência de afeto e perdurar durante toda a fase adulta. Saiba mais!

É muito provável que você já tenha ouvido falar em Sigmund Freud, neurologista e fundador da psicanálise.

Segundo Freud, o inconsciente é formado por registros, que ficam armazenados e são selecionados, antes de chegar no consciente. Enquanto o consciente, é formado por tudo aquilo que no momento presente, você tem total acesso e controle.

Por exemplo: você não quer ir à festa, porque não gosta de muitas pessoas. Sendo assim, você escolhe não ir, por uma resposta consciente, que justifica sua permanência em casa.

Já o inconsciente, são dados que ficam camuflados, pois é uma maneira de proteger você, de informações que geram desconforto.

Por exemplo: quando você comeu bolacha de maisena aos 3 anos de idade, essa lembrança pode vir claramente na sua mente. No entanto, pode ser que você não se lembre da cena seguinte, onde você levou bronca de sua mãe.

No entanto, tudo aquilo que você armazenou e não ressignificou, pode se manifestar na fase adulta, de diversas formas. Sendo uma delas, através do sentimento de vazio.

Em suma, o objetivo de uma análise ou autoconhecimento, é justamente trazer à tona essas lembranças, para serem reeditadas.

O Sentimento de Vazio é um Reflexo do Sentimento de Abandono

Conforme mencionamos anteriormente, o inconsciente pode armazenar uma coleção de experiências negativas, das quais impede você de ter acesso, evitando sofrimento.

Sendo assim, a origem do sentimento de vazio, pode surgir em resposta ao sentimento de desamparo, vivenciado nos primeiros anos de vida.

No entanto, esse sentimento não se limita ao abandono físico. Mas sim, da ausência de afeto durante a infância, por parte das figuras parentais.

Por consequência, as pessoas acabam desenvolvendo:

  • Ansiedade,
  • Sentimento de culpa,
  • Vergonha,
  • Codependência.

Em conclusão, nos dias atuais, esse sentimento de vazio é muito vivenciado pelos internautas, que acessam sites de relacionamentos, onde se apresentam apenas pelas características que consideram atraentes.

Isto é, embarcam em uma experiência ilusória, onde ambos participam de uma troca de preenchimento temporário.

Entretanto, não quer dizer, que a natureza do contexto virtual, seja pautada somente por essa característica. Porém é muito frequente, pela facilidade do prazer imediato a um clique do mouse ou toque na tela do smartphone.

O Vício da Tecnologia e a Codependência

Sites de relacionamentos são canais que propiciam facilidade, para preenchimento do vazio existencial. Mas será que essa busca, a longo prazo, é uma solução eficaz? Leia e descubra suas consequências.

Sites de relacionamentos são canais que propiciam facilidade, para preenchimento do vazio existencial. Mas será que essa busca, a longo prazo, é uma solução eficaz? Leia e descubra suas consequências.

Desde que tive meu primeiro encontro virtual, estranhei, pois nasci na época em que a tecnologia não se apresentava de forma tão avançada como hoje, onde praticamente tudo é possível virtualmente.

Naquela época, busquei encontrar um preenchimento, pela vida monótona e solitária, durante o período de desemprego.

Porém, percebi que as experiências virtuais, se assemelhavam ao convívio superficial que estabelecia no mundo presencial.

No entanto, me deparei com a descoberta, de que aquela fuga virtual de fácil acesso, era uma necessidade quase que desesperadora de preencher um vazio, que contraditoriamente, ocupava cada vez mais a minha mente, causando dor e sofrimento.

Em suma, a ausência do autocontrole, gera o hábito de fugir dos problemas, preparando o cérebro para a busca constante do prazer imediato, sempre que um problema específico, da qual não queremos enfrentar, se manifesta.

Assim sendo, transforma seu cérebro em uma verdadeira criança, sedenta por um brinquedo ou um doce, na hora de fazer a lição de casa ou ir para a escola.

Igualmente no vício pela internet e busca por relacionamentos cada vez mais superficiais, esse mecanismo de fuga tem se tornado, cada vez mais crescente.

E na grande maioria das vezes, gerando vazios gradativamente, mais intensos.

Sites de Relacionamentos: Em Busca de um Prazer Imediato

Antes de mais nada, quero esclarecer que não sou nada contra os relacionamentos online, nem a tecnologia. Pelo contrário, a tendência é que haja uma crescente busca, nesse universo.

Sendo assim, a tecnologia também favorece a aproximação das pessoas de forma saudável. Principalmente, por que nem sempre temos oportunidade de sair e conhecer novas pessoas, por uma série de fatores.

Por exemplo: meu amigo, teve sucesso no relacionamento, conhecendo sua esposa na internet. Mas o que pretendo reforçar nesse tópico, é sobre a importância de encararmos nossos vazios de frente.

Isto é, você pode se preencher com qualquer outra escolha, tais como, chocolate, bebida, amigos, festas, televisão e internet.

Nada disso, é prejudicial em nossas vidas quando não são tratados, como fonte de preenchimento interno.

Por exemplo: gosto de chocolate amargo e você sabia que seu consumo diário, é benéfico à saúde?

Beber socialmente ou tomar uma taça de vinho, não tem problema algum. Estar com os amigos é totalmente saudável!

No entanto, quando precisamos virar garrafas de vinho, para não pensarmos no problema que precisamos enfrentar, procurar companhia das pessoas na internet, como forma de fuga da solidão que precisa ser enfrentada, é onde iniciamos um ciclo vicioso.

O Problema Não é a Tecnologia, Mas o Vazio Que Precisamos Lidar de Maneira Saudável

A tecnologia por exemplo, não é o que nos provoca vício, nem os sites de relacionamentos. Em outras palavras, não importa se o contexto é virtual ou presencial.

Visto que, o vazio não se inicia no externo, mas sim internamente. Em seguida, o vício se manifesta, pela escolha da fonte de preenchimento que você escolheu.

Dessa maneira, somos guiados pela embalagem que agrada aos nossos interesses e que desempenha o papel de suprir o vazio existencial daquele momento. Entretanto, o ser humano é muito mais do que esperamos e queremos.

Afinal, eles tem escolhas próprias, sentimentos, percepções e visões diferentes uns dos outros. Assim sendo, em dado momento, esse período de vazio é suprido, mas de tempos em tempos, reaparece.

Parecido com um grande pesadelo, você passa a manifestar justamente, os comportamentos que despertaram o vazio ou sentimentos incômodos iniciais.

Assim sendo, aquele preenchimento momentâneo, passou a gerar o mesmo vazio, que o levou a buscar por um relacionamento.

Por consequência, procuramos por outras novas relações, criando um vício sem fim e cada vez mais difícil de ser dissolvido. Já que seu cérebro, fica condicionado a esse ritmo.

Mas como então, quebrar de uma vez por todas esse círculo vicioso? E, principalmente, como eliminar esse vazio interno, que desencadeia esse ciclo?

É justamente sobre esse tema, que abordaremos a seguir!

Finalmente a Solução: Eliminando o Sentimento de Vazio

A ansiedade provocada pelo vício da internet, podem gerar sintomas de transtorno de ansiedade. O sentimento de vazio alimentado pelas relações virtuais, independente de sua natureza, podem ser sanadas, com simples práticas diárias. Saiba mais, neste artigo.

A ansiedade provocada pelo vício da internet, podem gerar sintomas de transtorno de ansiedade. O sentimento de vazio alimentado pelas relações virtuais, independente de sua natureza, podem ser sanadas, com simples práticas diárias. Saiba mais, neste artigo.

Frequentemente, me sentia muito ansioso durante minhas crises existenciais, onde passei por um quadro exagerado, desenvolvendo um certo transtorno de ansiedade.

Visto que, a internet proporciona uma comunicação imediata, intensificando a ansiedade daquele que aguarda por uma resposta, por exemplo.

Inclusive, é muito comum a presença da angústia diante da falta de bateria no celular. Ou a perda da noção do tempo, nas redes sociais.

Também é comum, a presença da insônia e dificuldade de lidar com a espera, da reação de uma foto postada e de uma mensagem encaminhada.

Segundo o DSM-IV, manual diagnóstico dos transtornos mentais, os sintomas de transtorno de ansiedade são caracterizados por:

  • Excesso de preocupação,
  • Insônia,
  • Dores musculares,
  • Problemas digestivos.

Quando ouvimos falar em transtornos, achamos que estamos loucos ou algo do gênero. Mas na realidade, é quando determinado comportamento ou emoção, extrapola o padrão normalizado.

Sendo assim, para normalizar essas alterações, é importante reconhecer a necessidade de mudança e ter disposição para alterar alguns hábitos ou seguir orientações de um tratamento.

Se você sente vazio, fique tranquilo, que não está associado ao transtorno de ansiedade, porém a longo prazo, pode desencadeá-lo como resultante de uma ansiedade gradativa, ocasionada pelo sentimento de vazio.

Diante disso, separei alguns passos que podem auxiliar você, nos momentos de vazio e crises existenciais:

Passo 1: Aceite Sem Medo de Estar Vivendo Esse Vazio

Quando você não enfrenta de frente seus medos, eles passam a te assombrar.

Mas a forma mais eficiente de fazer isso, é aceitando com gentileza, as fraquezas que precisa lidar. Afinal, todos nós temos fragilidades ou defeitos, que podem ser desenvolvidos e fortalecidos, não é mesmo?

Sempre que, ignoramos nossos sentimentos e emoções, é como a mãe indiferente ao filho, quando ele está com fome ou chorando.

Por consequência, você se sente abandonado por si mesmo, sendo manifestado pelo sentimento de vazio.

Em outras palavras, é preciso nutrir-se de afeto, começando pela paciência consigo mesmo.

Em síntese, o vazio pode ter origem em diversos problemas, como término de um relacionamento, perda de um ente querido, dificuldade de alcançar objetivos etc.

Manter a paciência consigo mesmo. Ser seu melhor amigo, independente do que os outros pensam.

Passo 2: Reserve Momentos Diários Consigo Mesmo

Em vista disso, decida eliminar o comportamento de fuga, nas redes sociais ou sites de relacionamento, sempre que o vazio tomar conta.

Sobretudo, é importante reservar um tempo consigo mesmo, diariamente, sem distrações ou fonte de prazer imediato!

Em seguida, permita que emoções e pensamentos sejam manifestados, acolhendo eles de uma maneira diferente da que estava habituado.

Mesmo que seja difícil lidar com esses pensamentos, persista. Porém, ao invés de se envolver e permitir que essas emoções te dominem, acolha proporcionando um novo significado e extraindo um novo aprendizado.

Passo 3: Exercite o Reconhecimento Dos Sentimentos e Emoções

Reconheça quais são os sentimentos e emoções, que constantemente te dominam. Se você não está habituado, pode ser difícil nomear ou identificar.

Existem inúmeras fontes de informações pela internet, das quais podem auxiliar nesse processo, caso não consiga reconhecer com clareza.

Passo 4: Você Não é um Rótulo

Às vezes, era muito difícil encarar meus sentimentos ou falhas, pois interpretava como sendo um rótulo fixo e imutável.

Por essa razão, me escondia por trás das máscaras e evitava a qualquer custo, enxergar essas verdades. No entanto, o que eu não sabia, é que essas verdades eram parciais.

Ou seja, falhas existem, vazios também, porém não é possível prever, se daqui um minuto, um mês, um ano, seremos os mesmos.

Portanto, não podemos nos considerar como rótulos ambulantes, mas sim, pessoas em constante aprendizado e desenvolvimento.

Por exemplo: aprendi no meu contexto familiar a ser rotulado, logo, quando errava minha mãe afirmava o quanto eu era uma criança difícil de aprender.

Assim sendo, todos meus irmãos recebiam um tipo de rótulo. Por consequência o hábito de criticar e rotular um ao outro, inclusive a nós mesmos, foi desenvolvido.

Após alguns anos, na fase adulta, passei a julgar as pessoas, mas também, acabava por me condenar por qualquer falha. Então, lidar com o vazio era muito difícil, não apenas pela emoção desencadeada, mas pela associação do rótulo estabelecido.

Em outras palavras, o vazio me fazia sentir que era fragilizado e isso gerava depressão, por acreditar que era aquele rótulo e que estava sendo reprovado pelas pessoas.

Frequentemente, as pessoas consideram uma fraqueza, como sendo o resumo de si mesmo. Isto é, desconsideram qualidades diversas que possuem, como se uma falha invalidasse todas as outras características.

Consequentemente, o sentimento de vazio gera vergonha, depressão e ansiedade, sendo necessário rever essas distorções determinadas por nós.

Em síntese, neste artigo você mergulhou na compreensão do sentimento de vazio, tão comum e presente nos dias atuais e em especial, no contexto virtual.

Além disso, você descobriu as consequências e principalmente como solucioná-las!

Se você deseja continuar progredindo, nessa jornada do autoconhecimento e se fortalecendo continuamente, coloque seu e-mail na caixa abaixo, para receber as melhores dicas e conteúdos exclusivos, selecionados exclusivamente para você.


Caio Vinicius

Analista de TI. Apaixonado por Desenvolvimento Pessoal, livros, psicologia e comportamento humano. Viciado em aprender. Acredito que conhecimento seguido de ações é o único caminho para transformar a sua vida.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *