fbpx

Versão em Áudio: Ouça Aqui

Não é prazeroso sair da zona de conforto. Na verdade, é algo tão ruim de se fazer que nós deixamos nossa vida se destruir ao invés de tentar sair da zona de conforto. E esse é o poder da zona de conforto: de conseguir antever um resultado negativo na sua vida e de melhorar um aspecto que você precisa mas nem sabia.

Porque, no final, a mudança vai vir.

No final, não importa se você quer ou não sair da zona de conforto. Porque se você não sair dela por bem, então acabará sendo expulso por mal. E é aqui que as coisas começam a doer: quando estamos acostumados com a zona de conforto e não queremos sair, é um parto doloroso quando somos forçados a sair da zona de conforto.

Mas não se preocupe.

Existem métodos e técnicas simples para te ajudar a sair da zona de conforto. É, vai doer sim, mas entenda que é como uma vacina. Uma pequena dorzinha e talvez até uma leve reação pelo benefício de ter imunidade à doença que pode vir. No nosso caso e pensando em desenvolvimento pessoal, o que seria a zona de conforto para você?

O Que é Zona de Conforto?

Para alguns, sair da zona de conforto é ir a uma festa agitada. Para outros é apenas ficar em casa.
Para alguns, sair da zona de conforto é ir a uma festa agitada. Para outros é apenas ficar em casa.

Nosso lugarzinho seguro.

Quando somos ameaçados, existe um lugar para o qual sempre corremos e fugimos até ele. Este é um lugar seguro no qual nos escondemos e que nos protege contra ameaças externas. O maior problema é que este lugar é confortável. Normalmente tem boa comida, boas companhias e tudo está, exatamente, no equilíbrio perfeito na sua vida.

E a zona de conforto começa a te prender.

Quando você fica muito tempo nela, começa a ficar mais difícil de sair da zona de conforto porque você deixa de conseguir enxergar a parte externa da sua vida. É como se você passasse a viver em uma caixa e não pensasse mais fora dela. E, de repente, sem nem notar, você não consegue mais enxergar as ameaças externas. É interessante pensar no filme Os Crood e entender melhor como que funciona a zona de conforto.

Os Croods - Trailer (HD) Dublado
Watch this video on YouTube.

Mas como se manter vigilante e não procrastinar?

E essa é a palavra correta. É preciso ser vigilante com sua zona de conforto. Seu objetivo não é fugir da zona de conforto e viver uma vida desconfortável. Na verdade, o que queremos é evitar os prejuízos que a zona de conforto possui. Apesar dos confortos, a maioria das zonas de conforto se tornam meras ilusões de um momento que já passou. De contextos que já não funcionam mais.

Por exemplo, e se você pagar sempre a conta dos amigos no bar?

Então você será igual ao Rafael, que tinha vários amigos na sua zona de conforto mas não percebeu que estava nela. Pensou que seus limites eram maiores. Se achou um Rei do Camarote. Até que um dia, sem querer, estava afundado no próprio conforto e já não conseguia mais sair. Tudo porque não quis enfrentar os problemas que tinha no momento que deveria.

PAGOU BALADA PARA OS AMIGOS E SE FERROU! Conta estourada e 46 MIL em dívidas! (EP 03 PARTE 01)
Watch this video on YouTube.

Isso é sair da zona de conforto: perceber um ponto de melhoria na sua vida que precisa ser modificado sob o risco de prejudicar o seu conforto. Significa sair para caçar quando a comida estiver escassa e fazer o que não quer para atingir o que deseja ou precisa. 

Motivos Para Sair da Zona de Conforto

Você pode refletir o quanto precisar e sempre encontrará a mesma resposta: não é felicidade que buscamos, mas sim fugir da dor e sofrimento. E é isso que buscamos ao sair da zona de conforto.
Você pode refletir o quanto precisar e sempre encontrará a mesma resposta: não é felicidade que buscamos, mas sim fugir da dor e sofrimento. E é isso que buscamos ao sair da zona de conforto.

Fugir da dor.

Olha que paradoxal: fugir da dor é o maior motivo para você sair da sua zona de conforto, mas fugir da dor também é o motivo de você não querer sair. Se você tem seu emprego e está confortável mas nada muda na sua carreira há 5 anos, então talvez você esteja numa zona de conforto. E zonas de conforto são marcadas por muito lazer e pouco esforço.

São zonas boas de se ficar.

Se você não sair da zona de conforto, poderá não perceber as mudanças que estão acontecendo na empresa. Talvez a empresa esteja em redução de quadro de funcionários há 3 anos mas você continue confiante. Afinal, você é um dos melhores da empresa. Você só será demitido se a empresa fechar, você até pensa. Até que chega o dia em que já é tarde demais e a empresa, realmente, fecha.

Como no caso do José.

José vive numa cidade do Brasil em que o saneamento básico está sendo concluído pela empresa de águas e esgotos e tem um prazo de conclusão de 3 anos. O José sempre trabalhou com remoção de dejetos de fossas domésticas, o que será totalmente extinto após o saneamento. O José não quer sair da zona de conforto. Ele é tão convicto disso que, quando perguntado o que fará quando a obra finalizar, sua resposta é simples

“essa obra não vai dar certo, vai mudar em nada”.

Não é que essa seja a crença real dele. Talvez ele não saiba como vencer o medo das consequências de sair da zona de conforto. Ou, pior ainda, ele tenha medo do que possa acontecer se a zona de conforto sair dele e ele ficar desempregado. Nós costumamos criar pequenas crenças para justificar o que nós fazemos (mesmo que não acreditemos). E já faz 2 anos que a obra iniciou, a cidade está totalmente despedaçada com tubulações em todas as ruas.

E o José ainda não acredita que ficará desempregado.

Mas esses são apenas alguns exemplos. O maior motivo para sair da zona de conforto precisa ser encontrado dentro de você. Precisa vir de um lugar em que há uma mistura de medo e esperança. Se o motivo para sair da zona de conforto é procurar mais conforto e fugir da dor, então você deve ficar vigilante aos sinais.

Conformismo e mesmice são o início da zona de conforto.

Se você tem esses sintomas e os seus dias continuam sendo sempre os mesmos com as mesmas pessoas, os mesmos conhecimentos, as mesmas práticas e tudo sempre igual: você está numa zona de conforto perigosa. Seja no relacionamento, vida financeira, estudos ou trabalho, se você continuar parado num lugar por muito tempo, vai acabar afundando.

Por isso a importância de técnicas para quebrar a zona de conforto.

Técnicas Para Quebrar o Padrão

Não é se mantendo na zona de conforto que você aprende a fazer arte e ter qualidade com seu trabalho.
Não é se mantendo na zona de conforto que você aprende a fazer arte e ter qualidade com seu trabalho.

Como saber se você está em uma zona de conforto?

Esse é o maior problema de como sair da zona de conforto. Existe um termo chamado Avidia no budismo que fala sobre a impossibilidade de enxergarmos a nossa própria realidade. É como se tivéssemos filtros em nossa visão e que fosse, totalmente, impossível viver sem esses filtros. Se mudamos a realidade e aprendemos como sair da zona de conforto,

na verdade encontramos outra zona de conforto.

E assim por diante. A vida é como uma dança em que você vai mudando de posição o tempo todo. Sempre mudando a ótica que você tem sobre a vida a cada nova zona de conforto que você encontra. Mas existem técnicas para descobrir uma forma de sair da zona de conforto e descobrir em qual bolha de realidade você está (só quando sair dela).

Uma técnica simples é se vigiar periodicamente.

Um exemplo simples disso, para você entender como é eficaz, é pensando em exames médicos. Alguns exames têm uma periodicidade grande, podendo ser de 6 meses e até 2 anos, dependendo do caso. Mas como você vai lembrar de algo assim? Se você tem uma infecção no estômago que precisa ser verificada a cada dois anos sob o risco de desenvolver um câncer, o que você faz?

Se você pensou em agenda, pensou certo.

Uma forma simples de sair da zona de conforto é colocando revisões com período mínimo mensal, ou seja, uma vez por mês você irá revisar a sua vida. Você pode até usar seu planejamento de vida para isso. Eu gostaria muito de te dizer o que perguntar para você mesmo, mas isso é papel seu e somente seu. Posso te orientar a encontrar algumas perguntas aqui aprendendo mais sobre a Programação Neuro Linguística.

E esta técnica se agrega muito bem.

Em especial para pessoas em relacionamentos (que não sejam superficiais), é sempre interessante ter a perspectiva do outro sobre como anda nossa própria vida. Um cuidado especial aqui é que o outro sempre vai julgar a nossa bolha de realidade (zona de conforto) baseado na zona de conforto dele. Entendeu? Você nunca deve tomar algo como verdade para sair da zona de conforto, deve apenas ouvir, entender e tentar agir se for importante.

E, por fim, existe a técnica do autoconhecimento.

O autoconhecimento é importante porque te ajuda a ter maior clareza sobre a sua zona de conforto. E, conforme você vai entendendo melhor cada zona de conforto que você tem, vai ficando mais fácil sair delas antes mesmo que qualquer dano venha a ocorrer. Sobre autoconhecimento, o mais importante é manter-se sempre em desenvolvimento. Autoconhecimento não é algo que você faz uma vez por ano, é diário.

Por isso a importância de se manter em desafios de autoconhecimento.

Erros Comuns ao Sair da Zona de Conforto

Como sair da zona de conforto na época de Natal e Ano Novo?
Como sair da zona de conforto na época de Natal e Ano Novo?

O primeiro erro é que você nunca irá sair.

Como já falei em outros momentos, é preciso se manter sempre vigilante para conseguir, de verdade, sair da zona de conforto. Ou seja, o primeiro erro comum é que você precisa entender que a vida é uma mudança constante e, o quanto antes você aceitar isso, mais rápido você se adapta às novas realidades e formas de lidar com a vida.

Depois é preciso entender seus limites.

Só porque você vive em zonas de conforto não significa que você precise sair de todas elas sempre que perceber. Nós precisamos de comida, abrigo e amigos para viver uma boa vida, certo? Se você remover tudo que te faz feliz, como terá motivação para continuar? Por exemplo, açúcar é um grande veneno para o seu corpo, mas você consegue ter uma vida saudável e parar com o açúcar só porque eu disse isso?

A melhor realidade é aquela que escolhemos.

E isso significa escolher não o que de melhor existe na realidade, mas sim quais limitações nós nos permitimos ter para que vivamos nossa vida ao máximo de potencial possível. Entenda que seu esforço precisa ser recompensado. Passar um tempinho na sua zona de conforto pode ser, exatamente, a recompensa que sua vida merece após tanto esforço.

A ceia de Natal é um exemplo.

Sair da zona de conforto, na ceia de Natal, pode significar deixar de tolerar alguns comentários de familiares ou, ao contrário, passar a ser mais amigável e amoroso com aqueles que estão ao nosso redor. Sair da zona de conforto sempre tem duas consequências que se repetem: dor e satisfação. É necessário ficar pior antes de ficar melhor.

E, depois, basta continuar e repetir.

A zona de conforto começou a ficar boa demais? Talvez isso signifique que ela está prestes a desmoronar. Talvez você não precise sair totalmente dela mas somente melhorar algo relacionado a essa realidade. Por exemplo, talvez ao invés de mudar de profissão você só precise de uma especialização na sua área.

Seja o que for, é tudo seu contexto e sua responsabilidade.

Aqui no Alô Evolução eu te ajudo exatamente com isto: com o entendimento do seu contexto e o completo aceite da responsabilidade que você tem com você mesmo. Quando você aceita essa responsabilidade, as coisas começam a encaixar melhor na sua vida e você passa a ter maior controle e felicidade pelo simples fato de aceitar o descontrole que você tem.

É, a vida não tem regras para sair da zona de conforto.

E quando você entende isso, tudo fica mais fácil. Quando você tem um modelo constante de desenvolvimento pessoal e autoconhecimento, de repente se torna óbvio que você pode (e deve) se aprofundar sobre a pessoa magnífica que você é. Por esse motivo, te ofereço um convite especial de participar dos meus Minicursos Gratuitos de autoconhecimento e receber, semanalmente, doses de realidade que te ajudarão a sair da zona de conforto.

Para isso, basta aceitar o desafio.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *