Livros sobre autoconhecimento: os 10 melhores para começar

Independente se o seu objetivo é se distrair ou aprofundar seus aprendizados sobre autoconhecimento, aqui está uma lista com 10 livros sobre autoconhecimento para ajudá-lo em sua jornada.

Acredito de verdade que conhecimento é poder. Dessa maneira, costumo enxergar o autoconhecimento como o poder sobre si mesmo e suas vontades.

Conhecer o que enche você de felicidade e traçar um plano consciente para construir e viver isso. Por isso a importância dos livros sobre autoconhecimento e por isso espero contribuir com seus objetivos e desenvolvimento pessoal.

Agora chega de papo e vamos aos livros.

livros sobre autoconhecimento

#1. O Poder do Agora – Eckhart Tolle

O Poder do Agora é um dos melhores livros sobre autoconhecimento, na minha opinião. Isso porque, Eckhart Tolle, conta em detalhes como foi o seu despertar da consciência e encontro com seu verdadeiro Eu.

O autor conta que vivia uma vida infeliz e cheia de problemas. No entanto, em uma de suas noites de tristeza, solidão e depressão, Eckhart Tolle começou a questionar-se sobre o que fazia sua vida tão ruim.

Assim, acabou por descobrir que a raiz de seu sofrimento era viver preocupado com o futuro e suas incertezas. Na manhã seguinte, acordou cheio de energia e disposto a viver o momento presente, aproveitando tudo o que ele tem a oferecer.

Por fim, aqui estão três lições que aprendi com o livro:

  1. A vida é agora, no momento presente. Você pode/deve planejar e construir o futuro, mas nunca deixar de viver o presente.
  2. A dor é resultado de resistirmos às coisas que não podemos mudar.
  3. Um bom exercício para se livrar da dor é reservar um tempo para apenas observar sua mente, sem julgar seus pensamentos.

#2. Um Novo Mundo – Eckhart Tolle

Antes de mais nada, sou fã do trabalho do Eckhart Tolle e por isso o segundo livro de nossa lista também é dele.

Em Um novo mundo, Tolle descreve alguns dos grandes problemas que a humanidade enfrenta hoje, bem como, um caminho possível para que Eu e Você possamos começar a virar o jogo.

Costumo pensar nesse livro como um complemento do livro “O Poder do Agora”. Isso porque, neste guia, o autor apresenta possíveis caminhos e dicas para afrouxar a pressão nociva que nosso ego pode exercer sobre nós.

Principais aprendizados com a leitura:

  1. A religião sempre carrega parte do problema. Assim, jamais conseguirá ajudar a salvar o mundo.
  2. Evite pensar demais nas coisas, seja como um pato.
  3. Viver uma vida feliz é viver uma vida de aceitação. Resistir ao que não se pode mudar é a raiz de todo o sofrimento humano.

#3. Os Sete Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes – Stephen Covey

Antes de mais nada, esse foi um dos primeiros livros que li quando comecei a me interessar por desenvolvimento pessoal. Depois disso, li mais umas 3 ou 4 vezes e todas as vezes, aprendo algo novo.

Os Sete Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes é um livro sobre autoconhecimento focado em princípios ligados ao caráter, nos quais a felicidade e sucesso também se baseiam.

Sendo assim, Covey apresenta uma abordagem que se concentra em moldar o nosso núcleo interno, caráter e motivos. Bem como, defende que somente dessa maneira é possível deixar de ser uma pessoa dependente e se tornar uma pessoa interdependente.

Segundo o autor, a maioria das pessoas ainda acredita que o caminho da felicidade é alcançado através da independência. No entanto, defende que trabalhar em conjunto é um caminho muito melhor e eficaz para viver uma vida feliz e com propósito.

Dessa maneira, para alcançar o estado interdependente é preciso cultivar cada um dos sete hábitos:

  1. Seja Proativo
  2. Comece com um objetivo em mente
  3. Faça primeiro o mais importante
  4. Pense Ganha/Ganha
  5. Procure entender, antes de querer ser entendido
  6. Crie Sinergia
  7. Recalibre quando for preciso.

#4. Inteligência Emocional – Daniel Goleman

Em Inteligência Emocional, Daniel Goleman explica como a mente racional e emocional vivem separadas dentro dos nossos cérebros. Ele defende que as cinco habilidades emocionais são muito mais importantes e relevantes para a felicidade e sucesso do que o tão falado QI.

Por fim, posso resumir o livro como um guia sobre emoções e como elas podem ajudar ou atrapalhar sua capacidade de ser feliz. Além disso, o autor fornece muitas dicas práticas sobre como desenvolver a inteligência emocional em meio às loucas rotinas que vivemos.

#5. O Milagre da Manhã – Hal Elrod

Em O Milagre da Manhã, Hal Elrod defende que, o modo como você acorda todos os dias e sua rotina matinal afetam sua capacidade de alcançar sucesso em todas as áreas de sua vida. Ou seja, ao mudar a maneira como você vive sua rotina matinal, pode transformar qualquer área de sua vida, mais rápido do que imagina.

Elrod traz também a ideia de que todos os dias temos que lutar para superar e sair da média e assim, acessar todo o nosso potencial. Dessa maneira, nossos atuais resultados são frutos do que éramos, mas onde iremos chegar depende apenas do que escolhemos ser, a partir de agora.

Uma das principais ideias que mais me chamou atenção é quando o autor diz que ao apertar o botão de soneca do despertador pela manhã, entramos em um estado de resistência. Ou seja, resistência ao novo dia, cheio de oportunidades para criar e viver a vida que dizemos querer.

#6. A Arte da Felicidade – Dalai Lama, Howard C. Cutler

Um incrível livro surge como resultado de uma entrevista do psiquiatra Howard C Cutler com Dalai Lama. Nesse bate papo, Dalai Lama conta como alcançou a paz interior, calma e felicidade.

A Arte da Felicidade é um dos livros sobre autoconhecimento que olha para a felicidade através de duas perspectivas diferentes. Isso porque, de um lado temos o olhar de um psiquiatra ocidental Americano. Enquanto do outro, temos a visão de um sábio líder do budismo tibetano e sua cultura oriental.

Uma ótima recomendação para relaxar e evoluir ao mesmo tempo.

#7. Ponto de Equilíbrio – Christine Carter

Será possível viver uma vida equilibrada, conciliando felicidade e produtividade? É o que propõe a autora Christine Carter em seu livro, O ponto de Equilíbrio.

De acordo com a autora, é possível sim realizar mudanças em nossas vidas pessoais e profissionais com o objetivo de construir bons hábitos, priorizar atividades e criar relações saudáveis.

Assim, no decorrer do livro, Christine explica a importância da moderação e autocontrole, e como essas habilidades podem ajudar ou atrapalhar seu caminho em busca da felicidade.

Por fim, algumas das lições que aprendi com o livro são:

  1. Coloque no papel um rascunho de sua rotina.
  2. Descarte a ambição.
  3. Desenvolva mini-hábitos estratégicos.
  4. Pense em como se recompensar internamente.
  5. Acompanhe seus avanços.
  6. Esteja atento à autossabotagem.
  7. Descanse.

#8. A Coragem de ser imperfeito – Brené Brown

Em primeiro lugar, a vulnerabilidade nada tem a ver com fraqueza. Na verdade, não é algo bom, nem ruim.

Estamos falando sobre o nosso centro de emoções e sensações. Ou seja, sentir é estar vulnerável. Portanto, acreditar que vulnerabilidade seja fraqueza é o mesmo que acreditar que qualquer outro sentimento seja fraqueza.

Segundo a autora, abrir mão de sentir nossas emoções por medo é também escolher se afastar de tudo o que nos dá sentidos e significado na vida.

Sem dúvidas, um livro que vai levar você a refletir e evoluir a um outro patamar, quando o assunto é autoconhecimento.

#9. A Sutil Arte de Ligar o F%[email protected] – Mark Manson

Ao contrário da maioria dos livros sobre autoconhecimento, Mark Manson em A Sutil Arte de Ligar o F%[email protected] propõe o caminho contrário.

Ou seja, segundo o autor, a chave para uma boa vida é parar de se importar tanto com coisas que não somos bons e que nem são tão importantes assim.

Dessa maneira, passar a se importar apenas com o que é verdadeiro, imediato e importante. No entanto, nem sempre é fácil.

Segundo Manson, nos dias atuais, temos infinitas informações chegando até nós a todo momento. O que por sua vez, também significa uma grande quantidade de coisas que não somos bons o bastante e isso pode nos frustrar.

Aí está a armadilha. Ou seja, se importar demais com o que NÃO somos.

#10. Essencialismo: A Disciplinada Busca por Menos – Greg Mckeown

Antes de mais nada, enquanto você não parar de tentar fazer tudo e dizer sim para todas as pessoas a sua volta, você não terá tempo e energia para o que realmente importa em sua vida.

Segundo o autor, Greg Mckeown, essencialismo é escolher o que é importante para sua vida, em meio a milhares de distrações. Assim, eliminar o que não é essencial e remover obstáculos que impeçam o que é essencial de fluir.

Por fim, achei interessante a explicação do autor sobre as verdades centrais do essencialismo:

  1. Você é o único responsável por suas escolhas.
  2. Apenas algumas coisas são realmente importantes.
  3. Você é capaz de fazer qualquer coisa que queira, mas não tudo.

Pois bem, assim vamos chegando ao final de mais um artigo. Artigo em que compartilho com você 10 livros sobre autoconhecimento que me fizeram refletir e evoluir como pessoa.

Alguns mais, outros com apenas algumas pitadas de ajuda, mas todos excelentes livros para conhecer a si mesmo e começar a encontrar e criar seus próprios caminhos.

Tenho certeza que existem muitos outros bons livros sobre autoconhecimento e se você já leu algum que gostou, compartilhe conosco nos comentários.

Ah, e antes que me esqueça! Compartilhe este artigo com as pessoas que ama e se importa e ajude-os a evoluir também.

Fique Atualizado!

Receba diretamente em seu e-mail, artigos completos de alta qualidade e valor com objetivo de fornecer a você ferramentas e dicas para acelerar sua evolução diariamente.

Sem Spam! Enviamos apenas conteúdo de alta qualidade para impulsionar sua evolução.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *