fbpx
Inteligência intrapessoal é sobre entrar dentro de si e descobrir as verdades que a maioria das pessoas prefere nem descobrir.

Inteligência intrapessoal é um elemento tão importante que todas as suas demissões, fins de namoros e lágrimas derramadas são causadas apenas por ela. Dominar a inteligência intrapessoal é o mesmo que aprender a lidar com uma máquina extremamente complexa e que tem um poder ilimitado: sua própria mente.

Ouça a Versão em Áudio Deste Artigo

Mas tem um problema…

Eu não consigo te ensinar inteligência intrapessoal (na verdade, ninguém consegue). Então qual o sentido deste artigo? É simples, existe um caminho a percorrer já validado que consegue te mostrar como desenvolver sua própria inteligência intrapessoal. 

Se você seguir isso, então conseguirá.

Por exemplo, se você está com alguma dificuldade no relacionamento amoroso ou no trabalho, é quase certo que aumentar sua inteligência intrapessoal irá resolver este problema. E entenda que resolver não significa que você vá “se livrar”, mas sim que se sinta bem com o problema.

Sem inteligência intrapessoal, temos problemas.

Isso porque “supomos” que algo deveria ser como acreditamos que deveria ser. Mas, na verdade, é questão de entender que não controlamos tudo no universo e, mais importante ainda, não controlamos tudo em nós mesmos. Deixa te dar um exemplo. Todos temos alguma vez na vida, aquela sensação de “não gostei daquela pessoa” quando vemos alguém pela primeira vez.

Isso vem do seu eu interior.

Isso vem de memórias, experiências e do seu próprio histórico consigo mesmo. Se você conseguir lidar com isso e souber a origem, então sua inteligência intrapessoal irá te permitir interagir com essa pessoa mesmo que você “não tenha gostado” à primeira vista. Se você sabe o motivo, então é mais fácil lidar com esse tipo de situação.

E a única forma de saber…

É com inteligência intrapessoal. Através dela você poderá ter a resiliência de entender os pensamentos e crenças inconscientes que estão em sua mente. A partir daí, basta apenas aprender a lidar com eles e se tornar alguém um pouco mais evoluído. Agora deixa te explicar a origem desse termo para você entender melhor como (e porque) alguém iria querer desenvolver sua inteligência intrapessoal.

O Que é Inteligência Intrapessoal?

É uma jornada solitária, mas os aprendizados no caminho para desenvolver sua inteligência intrapessoal valerão à pena e te deixarão mais forte.

Ainda hoje pensamos em QI quando falamos inteligência.

O QI (Quociente Intelectual), supostamente mede a inteligência de um indivíduo. Porém, Howard Gardner criou o que chamamos de Teoria das Inteligências Múltiplas. Essa teoria engloba oito tipos de inteligências diferentes que compõem um indivíduo. Nas palavras do próprio Gardner, os testes de QI são tão simples que “medem a capacidade de um indivíduo de responder a um teste de QI”. Ou seja, não serve de nada.

Basta pensar numa mãe.

Vamos imaginar uma dona de casa com seus 45 anos e que sempre se dedicou a cuidar de todos os seus filhos. Com pouco letramento e ensino médio incompleto, ela sempre pede ajuda aos filhos para usar seu celular ou qualquer outra inovação da nossa época. No entanto, os filhos a julgam “menos inteligente” por não entender algumas questões e nem fazer associações “inteligentes”.

Seria esta mulher “menos inteligente”?

Ou podemos, de verdade, analisar todo o contexto e desenvoltura dela? Será que as inúmeras vezes que ela salvou a vida dos filhos, quando menores, não conta para essa tal de “inteligência”? O pensamento do Gardner foi similar. Então um indivíduo possui diversas esferas onde pode manifestar diferentes inteligências. Vou citar aqui todos os tipos e, logo depois, vou te falar melhor sobre a inteligência intrapessoal.

  • Inteligência Linguística
  • Inteligência Musical
  • Inteligência Lógica/Matemática
  • Inteligência Visual/Espacial
  • Inteligência Corporal/Cinestésica
  • Inteligência Interpessoal
  • Inteligência Intrapessoal
  • Inteligência Naturalista
  • Inteligência Existencialista

Como o Autoconhecimento Pode Ajudar?

Inteligência intrapessoal pode ser resumida como autoconhecimento.

Fica fácil de entender quando falamos assim. Intra, que significa dentro, é poder olhar para dentro de nós mesmos e entender como que funcionamos. Muitos dos nossos motivos são ocultos, por isso pensamos e agimos no automático. A vida de quem não tem inteligência intrapessoal é como a vida de um prisioneiro sem prisão.

Basta acreditar estar preso.

Quem não se conhece simplesmente fica pulando de prisão em prisão e procurando uma forma de não assumir responsabilidades. Pode parecer muito, mas a verdade é que se você não entende como você se manifesta, então colocará a culpa no externo. Por exemplo, basta pegar um engarrafamento e começar a reclamar da cidade congestionada e do prefeito para entender que…

…você precisa de inteligência intrapessoal.

Afinal, talvez tenha sido algo que você comeu no dia anterior que fez com que acordasse atrasado e, sem querer (mas com responsabilidade) acabasse pegando um engarrafamento. Ou talvez você não seja bom com horários mesmo e ponto final. Tudo depende muito de entender os motivos para o que você sente e faz. A maneira mais simples de se livrar de um engarrafamento é saindo mais cedo ou chegando mais tarde.

Então você aprofunda a sua inteligência intrapessoal…

E um simples engarrafamento pode se tornar uma bolha enorme que faz com que você perca o seu dia pelo estresse. Já imaginou, numa segunda-feira, às 7h da manhã, começar com um estresse insano só porque alguém te cortou no trânsito? Por qual motivo você se incomoda? Por qual motivo isso te afeta? E, melhor ainda, como lidar com isso da melhor forma?

É isso que veremos agora.

Desenvolvendo Sua Inteligência Intrapessoal

O primeiro passo é olhar para dentro.

Vou facilitar para você. Primeiro, entenda os desconfortos. Tudo começa com o que nos incomoda. Sempre que você sentir tristeza, raiva, ânsia, ódio, inveja ou mesmo ciúmes, olhe para dentro. Pode parecer estranho, mas a resposta sempre está conosco. Um simples exemplo de falta de inteligência intrapessoal são os ciúmes. Já parou pra pensar que os ciúmes que colocamos no outro são apenas uma manifestação de algo que está em nós?

Qual o motivo dos ciúmes?

Será que você tem medo de perder? Afinal, se você está em um relacionamento então existe um contrato, certo? Isso significa que, se o outro comete um erro grave, então você precisa aplicar a punição correta. Será que seu medo é de não conseguir aplicar a punição? Você não conseguiria terminar o relacionamento? Eu não sei, mas cada um tem seu motivo.

Falta de autocontrole é falta de inteligência intrapessoal. 

Percebe, no exemplo sobre ciúmes, como fica fácil entender que ao não se conhecer e nem saber os motivos certos, você se torna vulnerável ao meio externo? Se torna até vulnerável ao outro. Porque, se você sabe qual o problema, então basta focar em resolver.

Se sabe que tem medo de perder…

Então basta, agora, aprender a trabalhar seu desapego para poder amar sem precisar ter os problemas de uma relação ruim. Okay, entendo que você possa pensar que existe ciúmes saudável. E até existe. É aquele que não faz mal ao relacionamento e só isso. Mas, afinal, como desenvolver inteligência intrapessoal?

Pode ter ficado vago, então vou repetir.

Basta prestar atenção aos seus desconfortos. Simples assim. Se quiser, uma ótima ideia é manter um diário para anotar tudo que achar importante do seu dia. Isso vai te ajudar a pensar e olhar para dentro de si e, assim, encontrar suas próprias respostas. Tudo isso é um exercício de como controlar a mente de forma eficaz.

E tem mais: você pode se destacar ao se conhecer.

Destaque-se Com Sua Inteligência Intrapessoal

O mais importante: você vai se destacar no mundo externo, mas primeiro precisa se destacar para você mesmo.

Já pensou na sua vantagem?

A inteligência intrapessoal não é algo simples e que pode ser adquirido ao longo de um curso de fim de semana. Na verdade, é algo que precisa de experiência, treino e resiliência humana constante. E como eu posso te ajudar com um simples artigo a trilhar o caminho correto e ter uma vantagem competitiva através da sua inteligência intrapessoal?

É simples: com as bases corretas.

A inteligência intrapessoal precisa apenas de alguns simples requisitos para que você consiga se destacar perante a concorrência. E deixa te falar um segredo incrível: o autoconhecimento é o mais potente na formação do seu diferencial. Isso porque não estou falando de competição profissional, mas sim da maior competição que existe dentro de alguém.

Uma competição com você próprio.

Com o tempo, você percebe que não basta apenas aprender teorias, estudar procedimentos ou descobrir técnicas de paquera (se esse for seu objetivo). Tudo que recebemos do exterior precisa passar por um filtro interno. Sabe para que serve o filtro do ar condicionado? Óbvio que é para filtrar o ar. E é essa analogia que vamos utilizar para te mostrar o diferencial competitivo em ação.

Tudo que você recebe vem de fora.

É como o ar que entra no ar condicionado. Ele vai passar por um filtro e, depois, vai ser alterado para refrigerar o ambiente. Na sua mente, todas as informações que você recebe são similares. Não importa de quem você receba as informações ou relações, tudo passará por um filtro. Esse filtro é a inteligência intrapessoal.

Se seu filtro estiver sujo, haverá sofrimento.

Imagine que você acabou de terminar um relacionamento. Na verdade, seu cônjuge terminou o relacionamento. Você pode entrar em desespero, ficar triste e se tornar uma pessoa amarga e que adora ouvir Marília Mendonça todo fim de semana. Ou você pode ficar triste e aprender com isso. É simples assim. Tudo depende do filtro que você está usando no momento.

Se o filtro estiver sujo, você sofrerá.

E esse sofrimento repercute em toda sua vida. É como se a informação (o término do namoro) passasse pelo filtro e, quanto mais sujo estiver o filtro, mais trabalhoso será para gelar o ambiente. No caso, para que o sofrimento do fim do namoro acabe. Estar limpo significa entender o que, de verdade, passa dentro da sua mente.

Ninguém fica triste por culpa do fim do namoro.

Nós ficamos tristes por culpa de vazios emocionais ou apegos que existem dentro de nós mesmos. E tudo isso é sujeira no nosso filtro de realidade. Esse talvez seja o maior motivo para você aprender inteligência intrapessoal: você aprenderá a competir consigo mesmo e se tornar alguém sempre melhor do que já era. 

Agora deixa finalizar com os 3 mitos da inteligência intrapessoal.

3 Mitos da Inteligência Intrapessoal

Guarde esses mitos e lembre-se que o caminho é árduo mas tem bons resultados.

Vou te explicar alguns mitos da inteligência intrapessoal.

Você Precisa Meditar Diariamente

Meditar ajuda que você entenda bastante sobre sua própria mente, mas é uma atividade totalmente acessória. Você não precisa, obrigatoriamente, se tornar um monge para poder se conhecer melhor. Você pode, simplesmente, se importar com tudo aquilo que acontece com você e decidir explorar seus pensamentos e sensações. Pronto, assim você se conhece mais e melhor.

Quem Sofre Menos, Sorri Menos

É comum pensar isso de pessoas com inteligência intrapessoal.

Quem sofre menos consegue sorrir mais. Imagine que você pode se tornar imune a muito do que te faz sofrer hoje e, de repente, possa experimentar tudo isso e ainda sorrir em cada uma dessas atividades. A inteligência intrapessoal é uma forma de entender e conhecer a você mesmo. Isso significa que, sim, você irá testar alguns limites e sentir o sofrimento na pele.

Mas é essa experiência que te dará forças.

E com essa força você se tornará mais forte para as próximas experiências. Cada vez mais você ficará mais imune a mais experiências e, com o tempo, você poderá lidar com muito mais e continuar sorrindo. Desde pequenos eventos como aquele estresse no trânsito até questões mais poderosas como a morte de um parente. 

Mas esse mito gera o próximo…

Inteligência Intrapessoal Tem Fim

Por mais que você tente, você nunca será imune.

Se alguém que você gosta muito morrer, você se sentirá mal. Tendo inteligência intrapessoal, você poderá lidar melhor com essa perda, mas ainda será abalado. E, mais importante de tudo: você nunca vai atingir o “estágio máximo”. Se você parar de se desenvolver e parar de Evoluir como pessoa, você poderá retroceder. Para impedir que isso ocorra, você deve Evoluir constantemente.

E eu tenho uma última dica para resolver isso.

Aqui no Alô Evolução minha missão é te ajudar a se tornar a melhor versão de si mesmo e que você possa ser feliz apesar de tudo que acontece em sua vida. Eu estou no caminho junto com você e tenho certeza que, juntos, podemos ir muito mais além. Para isso, te convido a participar da comunidade do Alô Evolução (gratuitamente) e receber desafios para se desenvolver sempre que necessário.


Caio Vinicius

Analista de TI. Apaixonado por Desenvolvimento Pessoal, livros, psicologia e comportamento humano. Viciado em aprender. Acredito que conhecimento seguido de ações é o único caminho para transformar a sua vida.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *