Desenvolvimento Profissional: Não é Simples, Mas é Prático

ambiente de desenvolvimento profissional com mac suco mesa
Que tal um ambiente assim de trabalho para você? Com o desenvolvimento profissional adequado, você pode ter o que quiser (e como quiser).

Por qual motivo você pesquisa sobre desenvolvimento profissional?

Tudo bem, sei que você veio aqui querendo uma resposta e talvez até esteja esperando uma resposta vaga, mas meu objetivo é te direcionar para a prática.

Sim, você precisa refletir e precisa inserir no seu subconsciente a necessidade de desenvolvimento profissional.

Porém, é no seu consciente que acontece o comportamento.

E é sobre comportamento (prática) que vamos falar nesse artigo para que seu desenvolvimento profissional chegue a um nível que você talvez nem ache que seja possível.

Porém, preciso te dizer, é bem mais simples do que você imagina.

Existem dois tipos de pessoas que procuram desenvolvimento profissional.

  • Aqueles que estão vencendo na vida.
  • Aquelas que não conseguem mais nada na vida.

Basta pensar nesta analogia sobre desenvolvimento profissional e quero que você responda (para você mesmo) qual tipo de pessoa você é.

Na nossa profissão, todos nós enfrentamos ladeiras que precisamos subir e outras que precisamos descer.

Acontece que muitas vezes nós relaxamos um pouco e freamos no caminho para aproveitar melhor (às vezes até com medo da velocidade). Na maioria das vezes, conseguimos chegar até a próxima ladeira.

Um dia a ladeira é íngreme demais e você não consegue subir.

Por ter freado demais ou por não ter força e velocidade, você chega num ponto na carreira em que fica totalmente estagnado (e esse é o segundo perfil).

Quando isso acontece, você sabe que deve parar para analisar o contexto geral antes de continuar com seu desenvolvimento profissional. Nesse nível, você precisa se desenvolver como pessoa e como profissional ou ficará paralisado e sem motivação (ou será esmagado pelo futuro?).

Mas e o primeiro perfil? Daqueles que estão vencendo na vida?

Esse é o mais perigoso.

É, entendo que falei que, no primeiro caso, você pode até ser esmagado pelo futuro, mas deixa te dar um exemplo real que você já deve ter acompanhado.

Aqui no Brasil, muitos bares, restaurantes (e até food trucks) surgem do nada e ganham clientes bem rápido. Quando seu crescimento e desenvolvimento profissional estiverem muito acelerados, pense então nesse exemplo.

Se você não aguentar sua velocidade, você vai bater.

Se um restaurante está com demanda alta, ele precisa contratar novos funcionários, expandir o lugar e investir em aguentar a velocidade de crescimento.

Se ele não contrata, sabe o que acontece? Ele pode pensar “está bom do jeito que está” e, de repente, chega o primeiro cliente quando o lugar está lotado.

Você acha que esse cliente volta? É até provável que sim.

Mas e na segunda vez?

Pense nisso como suas oportunidades indo embora…

Cada vez que um cliente vai num restaurante lotado é como se fosse uma oportunidade para seu desenvolvimento profissional. Como está lotado, o cliente vai embora.

Um dia, outro cliente (ou o mesmo) vai voltar até você e aqui virá a pergunta: você estará pronto para melhorar seu desenvolvimento profissional ou deixará a oportunidade para outra pessoa?

É com esse pensamento que vamos agora à prática do artigo.

E agora responda: qual dos dois é seu perfil?

“O desenvolvimento profissional é um processo reflexivo e contínuo que se preocupa com as necessidades pessoais do profissional. Pressupõe uma aprendizagem ao longo de toda a carreira, em contextos diversificados, em que o profissional assume um papel fundamental, sendo as suas potencialidades valorizadas.” 2010, MLP Batista

Jornada do Herói – O Chamado Profissional

jornada do heroi com guerreiro na armadura
Só porque você é um guerreiro não quer dizer que irá a todas as guerras. Da mesma forma, só porque você tem sangue de empreendedor não significa que vai empreender (não agora).

A Jornada do Herói é uma forma interessante de explicar as coisas.

Quando tudo está bem, recebemos uma oportunidade e, conforme nossa carreira avança, podemos ou não aceitar esta oportunidade.

Então você percebe que existe uma possibilidade de crescimento e resolve aceitar o desafio.

Para ficar mais fácil entender, vamos supor que você quer se lançar como infoprodutor ou afiliado (alguém que faz ou repassa cursos online).

Mas você trabalha das 8 às 18 todos os dias e chega cansado…

Todo dia você percebe, então, as incríveis tendências do empreendedorismo para 2019 e fica ainda mais motivado para atingir seu objetivo de desenvolvimento profissional.

Mas, você não imagina por qual motivo, mas existe algo que te prende e, quando chega em casa, você abre uma cerveja e vai pro Netflix, pro Tinder, pro Whatsapp ou pro Fortnite.

Se você tem motivação, por quê não toma uma ação?

Não é tão simples assim, eu sei.

Lembra que falei do subconsciente e do consciente lá em cima? Para fazer algo com total motivação todos os dias, você precisa acessar um lado do seu cérebro que você não tem acesso (exatamente isso).

Suas crenças moldam você e não existem formas simples de resolver isso. Você pode tentar uma dose de autoconhecimento ou ir direto pra hipnose se fizer seu estilo.

“Se eu não faço o que quero, então significa que não quero…?”

Não é bem assim.

Vou te explicar agora, no próximo tópico, como que funciona essa parte do nosso cérebro e o que você pode fazer para ter um maior controle e ir de em encontro ao seu objetivo mesmo que, por algum motivo, você tenha uma crença de não merecimento sem saber (vídeo abaixo).

Como lidar com o sentimento de não merecimento? | Monja Coen responde | Zen Budismo
Watch this video on YouTube.

Crenças de não merecimento são terríveis, mas vamos continuando!

A Dúvida e o Contexto Profissional

homem de férias nas montanhas
Estar descontente com sua vida é quando, no meio das férias ou num momento de lazer, você acaba parando para analisar e não se sente bem com o momento.

Chega o momento que você entra em dúvida e se pergunta algo.

“Será que é isso mesmo que eu quero da minha vida?”.

E o pior é que essa dúvida possui duas interpretações.

A primeira interpretação é do seu emprego atual. Será que você quer esse emprego pra sua vida?

Ou será que é a segunda interpretação? Será que você quer mesmo aumentar seu desenvolvimento profissional, trabalhar para si mesmo ou mudar de emprego?

Se for a segunda, tenho uma sugestão antes de continuarmos…

Oi, eu sou o Caio e estou aqui para ajudar pessoas a encontrarem o seu caminho, autoconhecimento e desenvolvimento profissional. Isso faz parte do que quero para a minha vida. Demorei muito para entender isso e aprender a me livrar das crenças que me prendiam. Então a sugestão que tenho é que você se inscreva na minha lista para receber outras dicas (como esse artigo, mas exclusivas) direto no seu email de como continuar seu desenvolvimento profissional.

[captura]

Continuando…

O problema da segunda interpretação acaba destruindo você…

Deixa recapitular. Você quer, no nosso exemplo, sair do seu emprego e conseguir trabalhar para você mesmo no seu próprio tempo, certo?

Porém, se você realmente quer, por qual motivo você não faz?

Te expliquei que pode ser seu subconsciente. Mas, se for isso, então a resposta certa é continuar no seu próprio emprego para sempre?!

É essa a pergunta que nos destrói. Afinal, se não gostamos de onde estamos e não conseguimos sair, o que faremos?

Desenvolvimento profissional, pessoal e autoconhecimento! (Sim)

Existem vários estudos, como o Einstellung que demonstram que nós tendemos a automatizar hábitos de forma a sempre fazer as coisas da forma como fazíamos.

Isso significa que mesmo que você esteja num relacionamento de sofrimento, é possível que não consiga sair dele.

Um relacionamento pode não pagar suas contas, mas se tem gente que não consegue nem sair de relacionamentos, como sair de um emprego que paga nossas contas?!

Agora vamos passar por cima disso tudo e resolver o problema!

5 Práticas Diárias do Desenvolvimento Profissional

homem com hábito de leitura na praia
Pode ser na praia relaxando mas, para quem não tem tempo, o desenvolvimento profissional pode acontecer até mesmo durante o intervalo do almoço.

Já ouviu falar da frase “Fake it until you make it”?

Basicamente, significa mentir (agir) para os outros e para você até que seja verdade.

Existe, porém, um problema com essa frase. Você não consegue mentir para você mesmo. Mas existe também uma correção para isso. Basta não mentir para si mesmo e forçar sua resiliência humana até ser verdade.

“Como assim forçar a resiliência humana?”

#1. Expanda Seus Limites

Todos os dias você fará algo diferente do comum em direção ao seu desenvolvimento profissional.

Isso pode ser algo simples como ler por 5 minutos o manual de procedimentos e rituais da sua empresa (que imagino ser bem chato) ou assistir, por 5 minutos, vídeos sobre marketing digital e como alavancar sua carreira com empreendedorismo em 2019.

Porém, esses são os passos iniciais.

Você deve diariamente, forçar seus limites e construir algo.

Por mais difícil que seja, a depender do seu perfil, você precisa anotar o que faz ao longo do caminho.

Não precisa fazer artigos que ensinam sobre desenvolvimento profissional, mas você precisa de algo para entender seu próprio treinamento profissional.

Um simples diário pode ser tudo que você precisa para conseguir ir adiante com seu progresso.

A resposta que você quer virá no próximo tópico…

#2. Revise e Ajuste o Caminho a Seguir

kaique rocha em sampa
E aí, qual caminho vai seguir? A única forma de saber é seguindo a dica de revisão que te dou aqui embaixo para ajustar seu desenvolvimento profissional.

Esse artigo foi feito para as pessoas que estão no topo da ladeira ou no meio dela. Essas pessoas estão com medo de não conseguir subir adequadamente.

Nesse momento, você apenas precisa aprender a melhorar (aumentar ou aguentar) sua velocidade.

Se você, porém, estiver pronto para o próximo nível e quiser saber o que fazer depois dos passos, continue firme na leitura.

Com o tempo, você vai descobrir exatamente o que fazer.

Se você decidiu investir (todos os dias) 30 minutos para estudar um curso que comprou e 30 minutos em aplicar o que aprendeu, quais foram os resultados?

Será que você passou 30 minutos estudando e 30 minutos estudando de novo? Ora, o aprendizado (e resultados no desenvolvimento profissional) exigem teoria e prática.

Esse é 1 dentre 1000 erros e só tem uma forma de consertar eles.

Se você revisa seu ano, encontrará 1 erro por ano.

Se você revisa seu dia, encontrará 1 erro por dia.

Percebe a importância de analisar o que você fez no dia que você fez?

Tudo bem, talvez você encontre uns 17 erros no fim do ano, mas talvez encontre 2 ou 3 todos os dias.

No final, quão mais rápido seu feedback sobre seu próprio desenvolvimento e treinamento profissional for, mais rápido você irá evoluir.

#3. A Importância do Feedback Para o Desenvolvimento Profissional

garoto dando feedback desenho
Como você saberá como você é aos olhos dos outros se não perguntar?

Somos seres sociais e vivemos em torno da necessidade alheia.

Ou seja, se somos bons profissionais e queremos melhorar nosso desenvolvimento profissional, precisamos do feedback das pessoas que atendemos.

Dependendo do seu caso, essas pessoas podem ser seus superiores ou seus clientes diretos. Por mais simples que essa prática pareça, ela é essencial e os melhores profissionais praticam ela sempre que podem.

Se você vende brigadeiro, precisa pedir feedback para cada venda.

Não existe excelência nem estágio final, todos estão no caminho para se tornar cada vez melhor.

Isso significa que, para cada interação, você deverá solicitar feedback.

Não sei em que nível você está atualmente, mas o que recomendo é que você inicie com o mais simples.

Primeiro pergunte, a quem for necessário, se você satisfaz uma necessidade. Vendeu um brigadeiro? Pergunta se tava gostoso.

Depois de um tempo, crie métricas mais objetivas (números!).

#4. Faça Treinamentos Profissionais

Treinamentos profissionais acontecem na sua cidade o tempo todo.

É, mesmo que você more no interior de algum estado com uma população de 30 mil habitantes, tenho certeza que apareceu algum Diamante Hinode por aí oferecendo treinamentos profissionais para você se destacar e ajudar o grupo a crescer junto.

Talvez você nem goste da Hinode, mas isso é apenas para ilustrar que sempre existe onde encontrar desenvolvimento profissional.

Treinamentos de Coaching são uma ótima escolha também.

Eu recomendo ter cuidado. Muitas escolas de Coaching vendem a própria profissão dentro da formação, então cuidado para não largar sua profissão e pular de cabeça no mercado do Coaching.

Apesar de valer à pena o treinamento, a profissão é como qualquer outra, exige muito esforço, dedicação, suor e vários anos antes de ter um resultado.

Por fim, e lembrando da prática 3, vamos à última.

#5. Deixe Sua Network Ativa

companheiros de trabalho. networking é fundamental para o desenvolvimento profissional
É em uma conversa informal, nas escadas da empresa, que sua network é formada.

Mais da metade das contratações acontecem por indicação.

Para garantir seu sucesso, recolocação e desenvolvimento profissional, é importante cultivar bons laços com as pessoas ao seu redor. E como fazer isso?

Cada um encontra uma forma única de cultivar sua network. Porém, vale à pena lembrar que ajudar os outros, ser sempre honesto e ser um profissional de excelência é sempre importante.

Isso vale para profissionais liberais e CLT também.

Profissionais liberais cultivam a network de clientes, fornecedores e parceiros enquanto que profissionais CLT mantém tudo ativo com os próprios parceiros de trabalho.

Por mais básico que isso pareça ser, aquela porção de batatas fritas depois do expediente com seu chefe pode ser, em 2 anos, o que vai fazer você conseguir um emprego ainda melhor.

Então cultive amizades, seja útil e mantenha-se um profissional de alto nível.

Estágio Final do Desenvolvimento Profissional

Estamos em uma esteira rolante de avanços coletivos.

A esteira se move numa velocidade acelerada, ou seja, ela vai aumentando a sua própria velocidade com o passar do tempo. A esteira tem comprimento infinito.

Isso significa que existem pessoas que vivem com mil reais enquanto outras vivem com dez mil e, por fim, algumas estão tão longe que possuem 1 trilhão em patrimônio.

E qual a relação dessa esteira com o desenvolvimento profissional?

Eu vou te dar um conselho que você talvez não queira ouvir.

Mas ele é a diferença entre quem ganha milhar, milhão ou bilhão.

Todos nós temos a mesma quantidade de horas no dia e todos nós sofremos com a velocidade da esteira rolante quando algum profissional aumenta o nível geral de qualidade.

Basta pensar, por exemplo, nos ketchups que agora são, obrigatoriamente, colocados em sachês (salvo raras exceções).

Se todos temos a mesma quantidade de horas, precisamos disso…

Hoje nós temos a oportunidade de usar as horas que nos sobram para criar um negócio – que pode ser digital – e, com isso, reinvestir nossas horas em nós mesmos.

Enquanto seus companheiros trabalham 8 horas por dia, você tem a possibilidade de trabalhar 10 ou 12 horas (de forma inteligente) para, no futuro, poder ser o dono do seu próprio negócio.

E mesmo que você não queira ser dono de seu próprio negócio,

você precisará se adequar à velocidade da esteira. Se aperfeiçoando, pedindo feedback, revisando diariamente, frequentando treinamentos, fazendo networking e tudo que for necessário para continuar relevante e atendendo à uma demanda de mercado.

Com isso eu posso te ajudar. É minha missão ajudar pessoas que estão cansadas da mesmice diária e querem ter mais autoconhecimento, respeito e liberdade.

Por isso eu te ofereço um convite para minha lista de emails.

Lá eu te enviarei conteúdos exclusivos de alta densidade e aprendizado (assim como esse artigo) para que você continue evoluindo dia após dia e possa se tornar a pessoa que você nasceu para ser, mesmo que você ainda não saiba quem é essa pessoa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *